Blog

Vamos falar sobre Marketing para pequenas e médias empresas?

Anote aí! Esta é uma das principais questões discutidas quando atendo clientes de pequeno e médio porte. Eles se consideram “pequenos demais” para contratar uma agência de publicidade ou uma consultoria de marketing para direcionar os seus negócios.

Por este motivo, quando se deparam com o custo que um trabalho especializado como este demanda, geralmente declinam e optam por tentar realizar este trabalho eles mesmos. E esse é um erro fatal na minha opinião, que pode selar o destino de uma empresa.

TUDO É UMA QUESTÃO DE PLANEJAMENTO

Quando um empresário começa um novo empreendimento, o que vem em primeiro lugar é o plano de negócios. E nesse plano irão constar entre outras questões: o que vender, para quem vender, onde vender, por quanto irá comercializar, como irá produzir, com qual estrutura pretende trabalhar, quais serão os diferenciais em relação à concorrência e finalmente, como irá comunicar isso ao público-alvo. As respostas geralmente serão respondidas com pesquisa, planejamento e claro, ferramentas de marketing.

O marketing deve ser pensado desde antes de a empresa nascer e não “no meio do caminho”. O que vejo hoje, são muitas empresas agindo como se fossem fazer decolar um avião e só depois descobrir que faltam peças para que ele continue voando.

Da mesma forma que deve se planejar para os custos fixos mensais como salários, impostos, taxas, água, luz, internet, combustível, seguros, contador, etc; seria lógico se preparar também para os investimentos em marketing para a empresa. Não adianta ignorar esta etapa, pelo simples fato de que a empresa não sobreviverá sem esse ingrediente vital.

Veja, não estamos aqui falando somente sobre “divulgar a empresa”, para efetivamente VENDER um produto ou serviço, estamos falando de uma estratégia estruturada de comunicação que deve ser desenhada sob medida para o cada negócio, de dentro para fora. Este trabalho começa desde a pesquisa de viabilidade, depois a escolha do nome da empresa, o design e proteção da marca, o projeto das embalagens, chegando à fachada do estabelecimento, a decoração interna, o uniforme dos colaboradores, a mensagem da espera telefônica, a assinatura de e-mail personalizada, o treinamento da equipe de venda e pós venda e muitos outros itens.

Você percebeu que citei aqui, sem muito esforço, áreas fundamentais de uma empresa que necessitam de um especialista em marketing para integrar todo esse processo. A pergunta que fica é: como pode uma empresa ignorar o marketing estruturado dentro de seu negócio, ou ainda, encará-lo como “gasto”?

Se analisarmos bem, a verba que essas pequenas e médias empresas declaram não ter disponível, está simplesmente sendo utilizada para resolver problemas causados pela inexistência de um plano de marketing. Ou seja, esse dinheiro já existe, só que está sendo mal utilizado.

Então, para concluir, uma empresa de pequeno ou médio porte tem plenas condições de trabalhar com todas as ferramentas estruturadas de marketing à seu favor. Basta se conscientizar de que essa ferramenta é sim, de fundamental relevância para o sucesso do negócio.

Assim como todas as outras despesas, direcione uma verba mensal para o marketing de sua empresa e vá à luta! Não é fácil, é muito trabalhoso e os resultados as vezes demoram para aparecer mas lhe garanto: vai valer cada centavo INVESTIDO.

Minha dica é que, se isso faz algum sentido para você, reserve um dia de sua agenda, chame um profissional de sua confiança para uma reunião e comece a se diferenciar e a mudar a história de sua empresa o mais rápido possível.

Rogerio Moreira nasceu em Santo André/SP, é empreendedor, fundador da AgênciaPop Propaganda, Publicitário, Jornalista, Editor do blog ParisSempreParis.com.br, Especialista em Design de Marcas com MBA em Gestão de Marketing, tendo estudado em instituições como Puccamp, ESPM, Unicamp e FGV. É membro do BNI (Business Network International) atuando em Campinas/SP. Além disso, é historiador autodidata, apreciador de livros e vinhos (não necessariamente nesta ordem), apaixonado por viagens e pela cultura francesa. É também maratonista, fotógrafo amador e acima de tudo, um apaixonado pela vida.


+ Artigos